quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Acaso, agora, lhe desejo a solidão!



Eu nunca fiz nada!
Ou melhor, eu nunca te fiz nada para merecer isso!
Muito pelo contrário!
Eu nunca menti para você, eu nunca deixei você na mão, nunca foi desonesta com você, nunca fiz nada que pudesse causar em você qualquer sentimento negativo a meu respeito e que pudesse levar você a me julgar desse jeito.
A julgar que meu coração nunca se quebraria, a julgar que eu nunca perceberia nada, a julga que eu seria uma babaca até o fim de tudo!
Eu nunca movi um cílios que fosse, com a intenção te de magoar, e olha o que você me faz!
Eu nunca imaginei que você, logo você, que eu pensei conhecer, pensei ser confiável, e pior, pensei ser diferente de todos os outros, fosse me apunhalar dessa maneira!
Por que me machucastes?
Acaso achou que eu era uma boneca com a qual você pudesse brincar? Acaso achou que eu era um troféu, o qual você só poderia exibir? Acaso achou que eu não tinha sentimentos, os quais nunca viriam à tona?
Tive tantas oportunidades para denegrir a sua imagem, tantas oportunidades para falar mal pelas suas costas, tantas oportunidades para deixar você em mals lençóis, tantas oportunidades para pensar horrores de você. Mas não, eu nunca me deixei levar pelas aparências, nunca me deixei influenciar por pessoas fracas, nunca me deixei confundir, muito menos me deixei ser levada por sentimentos nobres, mas que se confundidos, matam!
Não espero, sinceramente, que você encontre uma pessoa que faça o mesmo, ou coisas piores contigo. Espero sim, que você não encontre ninguém, e morra no frio e no calar da solidão, porque não creio haver coisa pior do que a solidão para o ser o humano!
Depois que você estiver empoeirado pelo tempo, congelado pela noite, louco pela solidão, me procure, e eu te mostrarei porque, hoje, lhe desejo isso!
Talvez por vingança, talvez por só querer "justiça", talvez porque sozinho, deprimido no frio e no silêncio da solidão, você possa pensar no que fez e nunca mais confundir as coisas! Porque se você não podia fazer isso com qualquer outra mulher, comigo você podia menos ainda!

8 comentários:

Bertonie disse...

Às vezes, pessoas que nem imaginamos nos machucam. É imprevisível. Tal como a vida. E só .-.
Boa sorte.

Tha ! disse...

acho que tdodo mundo tem que sofrer uma desilusão como essa pra aprender que anvida, nem todo mundo e como a gente espera , e que tratar uma pessoa bem , não significa que o sentimento será reciproco !
beijoos juh .

Jéssica disse...

É sempre assim amiga, quanto mais entregamos o nosso coração a alguém mais chances essa pessoa tem de quebrá-lo...
Acho que nunca haverá um alguém que nos procure com a intenção de realmente nos fazer feliz por inteiro.. Falta no mundo pessoas que nos entregue seus corações, como nós sempre entregamos :/

Beeijos [ficou lindo o texto, mesmo sendo um fato triste]

Dica disse...

Às vezes melhor mesmo é não desejar nem felicidade, nem im felicidade. Só apagar das memórias sensoriais, essa sim é a mais difícil de ser esquecida.

No fundo toda briga, todo término agressivo, todo ódio, é gostoso de sentir. Acha não? :)


Tem selinho pra você, gata!
beijos

Lara disse...

Eu já desejei isso pra alguém. Passou. Adorei o texto.
Tem selinho pra você lá no blog.
beijos

matheus disse...

desilusão ensina bastante

Bill Falcão disse...

Cacilda! Quem é o cara, Ju?
Me diz, que eu prendo, arrebento...
Bjooooooooo!!!!!!!!!!

Yaas disse...

E são as pessoas que mais achamos que conheçemos, as que mais nos decepcionam :/

aah, o espanhol me mata D: SAPSAIOHAOIHAS ler até vai, mais escrever e pensar nele, já não é comigo :B infelizmente!
aah, o resto da história já esta lá amor, e obrigada você pelo apoio lá no blog *-*
beeeijos :*